Audience Insights: São Paulo X Rio de Janeiro


Especula-se muito sobre as diferenças entre paulistas e fluminenses, e foi pensando nisso que a E.life se perguntou: como as redes sociais podem nos ajudar a descobrir estas diferenças?

Utilizamos dados do Facebook e do Twitter para traçar os perfis comportamentais e demográficos destes públicos e desenvolvemos um estudo com painéis online sobre dois dos estados mais populosos do país, São Paulo e Rio de Janeiro.

 

Como fizemos?

Com ajuda da plataforma Facebook Audience Insights, que conta com as atividades e interesses de 100 milhões de brasileiros, traçamos o perfil de pessoas localizadas nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo e aprofundamos detalhes de seus interesses nos últimos 30 dias.

Também trabalhamos o perfil desses internautas no Twitter com auxílio do E.life Panel São Paulo e Rio de Janeiro. E.life Panel é um projeto desenvolvido pela E.life a partir da plataforma Buzzmonitor, que visa mensurar todas as flutuações de “boca a boca” e tendências no Brasil por meio de databases geolocalizados no Twitter. Além disso, é possível traçar diversos perfis de interesse por buscas dentro destes databases. Já contamos com um total de 10 painéis dos principais estados brasileiros.

Cada localidade é composta por 10 mil usuários que fizeram pelo menos duas publicações no período de uma quinzena e que sejam perfis de pessoas (descartados perfis de empresas, personagens fictícios ou veículos de comunicação). Então esses perfis são varridos para coleta de novas publicações a cada dois dias, o que compõe o database do “boca a boca” em cada um dos estados.

Os dados de Twitter foram coletados entre os dias 10 e 16 de junho e os dados de Facebook foram coletados em 10 de junho e fazem referência ao mês anterior.

 

Quem são?

Segundo o Facebook Audience Insights, São Paulo tem entre 25 e 30 milhões de usuários ativos do Facebook, sendo que 54% destes se identificam como de gênero feminino. Já o Rio de Janeiro conta com um número entre 10 e 15 milhões de usuários ativos com 54% de participação feminina (mesma proporção que encontramos no Brasil).

Ambas as populações online são bastante jovens, com 57% dos usuários entre 18 e 34 anos.

Os dois estados apresentam o mesmo número de pessoas com curso superior completo (superior/pós-graduação) – 71% – e mais paulistas são casados (47% contra 45% do Rio de Janeiro)

Entre os fluminenses, o carioca parece ser o mais mais orgulhoso: verificamos através do dashboard do RJ como as pessoas se definem em suas próprias palavras e percebemos que entre os fluminenses o da capital possui o termo “carioca” em sua bio, comportamento não observado entre paulistas.

Ambos também usam suas contas no Twitter como forma de divulgar seus demais contatos em redes sociais, principalmente o Snapchat e Instagram. O Rio é mais frequente do que São Paulo nesta atividade.

 

Esportes

No Facebook as principais páginas relacionadas ao público que vive em São Paulo são: SC Corinthians Paulistas, São Paulo FC e Sociedade Esportiva Palmeiras. Já no Twitter os usuários de São Paulo se declaram aficionados por “Futebol”, “Corinthians” e “Palmeiras”.

No Rio de Janeiro as páginas de times mais associadas às pessoas deste estado são: Clube de Regatas do Flamengo, Vasco da Gama e Fluminense Football Club. No Twitter o termo mais relacionado a futebol é “Flamengo”.

Notamos também que os usuários do Rio de Janeiro colocam mais o time para o qual torcem na bio do que internautas de São Paulo.

 

Temas mais falados

A queda das temperaturas em abos os estados foi o principal tema para os usuários do Twitter nos últimos 7 dias.

Outro tema muito comentado por paulistas e fluminenses foi a chamada “Primeira Guerra Memeal”, travada entre Brasil e Portugal pela origem de um meme sobre como expressões em inglês são ditas em português.

Quando abrimos as pautas por estado percebemos que paulistas tendem a falar mais sobre política enquanto fluminenses falam mais sobre temas relacionados a futebol e aos jogos da seleção brasileira.

 

Hashtags mais populares

Os atentados homofóbicos em Orlando foi a pauta que mais engajou internautas de ambos os estados no que trata de replicação de hashtags (#prayfororlando e #loveislove).

Em São Paulo também notamos o acompanhamento de programas como Master Chef, o evento E3 2016 e a série Game of Thrones.

 

Bens de consumo

Notamos aqui uma forte relação entre os temas mais falados e os bens de consumos de usuários do Twitter. Enquanto “frio” foi o termo mais utilizado por paulistas e fluminenses, houve um crescimento significativo no uso de termos como “roupas”, “casaco”, “shopping” e “loja”.

O tema também gera interesse no Facebook, onde, com o Facebook Audience Insights, encontramos páginas do segmento de roupas curtidas por paulistas e fluminenses, como, por exemplo: Caedu Moda Oficial, em São Paulo e Mercatto, Taco Loja, Espaço Valentina, Sportmix e RDLay, no Rio de Janeiro.

 

A que estão assistindo?

No dia 9 de junho estrearam nos cinemas brasileiros os filmes Invocação do Mal 2 e Truque de Mestre 2. Os termos “Filme” e “Invocação” foram os mais mencionados tanto no Rio de Janeiro quanto em São Paulo. “Mestre” e “truque” foram utilizados apenas por fluminenses.

Podemos relacionar esses dados com o uso frequente do termo “ingresso” no painel “Bens de consumo”.

Descobrimos também, com a ajuda do Audience Insights, que a página da categoria Movie/Theater mais acessada por paulistas foi a do Cinemark.

Termos relacionados a séries, porém, foram mais utilizados por usuários que vivem em São Paulo.

 

Fontes de informação

As principais páginas de jornais e revistas no Facebook para quem vive em São Paulo são: Veja São Paulo, Estadão, Catraca Livre, Exame e Folha de S. Paulo. Já no Rio de Janeiro são: Diário do Rio de Janeiro e Jacarepaguá Notícias RJ.

Notamos, porém, que a hashtag #G1 foi a quarta mais utilizada pelos fluminenses e a sétima pelos paulistas no Twitter.

Audience Insights: São Paulo X Rio de Janeiro