Instagram vira saída para a divulgação das peças digitais

A pandemia acabou influenciando a realização de eventos em todo o mundo, principalmente no Brasil, que hoje é um dos epicentros da Covid-19

E o Teatro foi um dos que mais precisou sofrer adaptações em relação à pandemia, uma vez que o cinema foi “substituído” pelos serviços de streaming doméstico e os shows de música foram realizados através de Lives pela internet ou via drive-in. 

Para entender os desafios do Teatro e seu provável retorno, analisamos 16.426 publicações com o termo teatro nas principais redes sociais (Twitter, Facebook e Instagram) nos últimos 30 dias (11/08 até 11/09).

 

A volta do teatro com o risco da pandemia 

Podemos perceber que o número de pessoas que defendem a volta do Teatro como positiva é incrivelmente baixo, sendo representada apenas por 8.6% das menções. Enquanto a maioria (representada por 52.8%) permanece neutra. 38.7% possuem um sentimento negativo sobre o tema, parte do público que de fato não se sente a favor da volta ao teatro, considerada precipitada devido ao atual momento da pandemia.

 

 

Analisando o lado negativo das publicações fica cada vez mais evidente a associação da defesa para que o teatro não volte a funcionar agora, com a pandemia e o momento crítico de saúde que o Brasil vive atualmente. Palavras como pandemia (com 6%), covid (com 4%) e saúde (com 3%) inteiramente ligadas a palavra teatro (com 38%) mostram como o público reage mal à possível volta aos palcos.

 

 

Se por um lado a volta aos palcos parece precipitada, para alguns grupos teatrais há uma saída: o teatro digital foi a maneira encontrada para algumas companhias voltarem à atividade, levando para as telas obras que o público estava acostumado a ver no tablado.

 

 

Essa saída que parece ser a mais comum em época de isolamento social, aparece no nosso grafo de palavras inteiramente ligada a palavras como espetáculo e Brasil. Outras palavras que aparecem vão de encontro a menções negativas quanto à volta do teatro. Observem que, palavras como: eventos, shows e cinemas, podem indicar que a discussão aberta no início de agosto, pedindo o cancelamento dos grandes eventos agendados para o final do ano no Brasil, ainda está presente. 

 

Qual estado mais se posicionou sobre o assunto?

 

 

Olhando para o Twitter conseguimos identificar de qual estado os 10.873 usuários estão falando de acordo com sua identificação no perfil. Com base nessas informações foi possível identificar que, São Paulo (29%) e Rio de Janeiro (18%) são os estados que mais falam sobre o assunto.

Logo atrás com 8% temos Minas Gerais seguido de Paraná e Rio Grande do Sul, ambos com 5% desses usuários. Como podemos ver no gráfico, a mobilização acaba atingindo o país inteiro. 

 

Qual rede social teve maior volume sobre o termo?

 

 

Falando em Twitter, a rede social foi a que teve mais movimentação sobre o termo Teatro dentro do período monitorado com 72%. O Instagram aparece logo atrás com 21.6% e por último o Facebook com 6.5%

 

 

Um fato curioso é que o Instagram acabou sendo uma rede social muito boa para divulgação das peças digitais ou até mesmo para publicá-las (quando a mesma respeita o limite de tempo da rede social). 

Instagram vira saída para a divulgação das peças digitais