Preocupação com notícias falsas gera buzz durante campanha de vacinação infantil contra Sarampo

Social Analytics

799 visualizações

Preocupação com notícias falsas gera buzz durante campanha de vacinação infantil contra Sarampo

As redes sociais tiveram um aumento de menções ao sarampo após o início da nova campanha da vacinação contra a doença, promovida pelo Ministério da Saúde. Segundo dados do Buzzmonitor Trends, ferramenta do Buzzmonitor de busca histórica de termos nas redes sociais, houve 1672 posts sobre a doença no primeiro dia da campanha, dia 7 de outubro.

Os outros dois picos de posts sobre sarampo nos últimos 30 dias foram nos dias 13 e 17, com 2.462 e 2.469 menções, respectivamente, após a divulgação de notícias sobre o corte de verbas públicas para vacinação por parte do Governo Federal.

O post sobre o tema que mais causou engajamento no Facebook durante o período foi uma notícia do History Channel sobre uma mãe que perdeu dois filhos para o sarampo por acreditar em notícias falsas sobre a doença. O post teve mais de 2.000 interações e 3.000 compartilhamentos.

Isso mostra que a preocupação com movimentos antivacina é parte importante do buzz em redes sociais em épocas de vacinação. Além disso, a divulgação do tema não parte apenas de veículos, mas também de influenciadores.  

Uma publicação feita pelo influenciador Felipe Neto no Twitter gerou um grande volume de menções ao movimento antivacina nas redes no dia 9 de outubro, chegando a 1.446 posts.

No post, o influenciador defendeu a ciência e o combate a teorias anti-científicas como terra planismo e teorias anti-vacina. O tweet teve mais de 28.200 curtidas.

Além do tweet do próprio Felipe Neto, que tem mais de 10 milhões de seguidores, outros influenciadores menores compartilharam a publicação, aumentando o alcance do alerta sobre o tema.

Acesse agora o Buzzmonitor Trends de forma gratuita!

USE GRÁTIS O BUZZMONITOR

Comentários

Deixe um comentário