Marcas e modas do Rock in Rio no Instagram

Monitoramento Redes Sociais

3010 visualizações

Marcas e modas do Rock in Rio no Instagram

38% das imagens compartilhadas durante o Rock In Rio são de uma única marca. E ela não é patrocinadora

 

Através da metodologia Image Recognition - que utiliza inteligência artificial para identificar marcas, pessoas, objetos, animais e outros elementos em fotos e vídeos – foram analisadas 50 mil publicações feitas pelo Instagram nas venues do Rock in Rio entre 15 e 25/09 de 2017 e utilizou os resultados para descobrir as marcas mais presentes e os estilos usados pelos frequentadores do festival.

A metodologia se baseia na aplicação de algoritmos de inteligência artificial para o tratamento de imagens e vídeos, permitindo assim o processamento rápido e preciso de grandes bancos de dados de imagens. Para este estudo, foram levantadas imagens publicadas nas venues do evento e coletadas através do Buzzmonitor, mesmo que não identificadas com o hashtag do evento.

 

Nas 50 mil imagens trabalhadas há a soma de 18.725 elementos semânticos, sendo:

  • 14.318 elementos como peças de roupas, acessórios, animais, componentes de cenário como árvores, etc
  • 1.918 marcas
  • 1.059 registros de emoções como felicidade, raiva, tristeza, etc.

 

Incentivo a selfies e fotos de grupo gerou engajamento

Quando observamos as marcas mais fotografadas, perceberemos que aquelas que souberam criar estruturas de incentivo a selfies e fotos em grupo tiveram um melhor share of image no Instagram.

O curioso é que a marca com maior share of image não é de nenhum patrocinador, mas a do próprio Festival. O posicionamento do logo do festival no pórtico de entrada e espalhados em lugares estratégicos garantiu um share de 38% no Instagram.

 

Marcas mais presentes em fotos no RIR (% de imagens com algum elemento reconhecido). Mais 283 outras marcas

 

Fonte: Instagram

 

Neste sentido, Multishow também se sobressaiu, com sua ampla cobertura ao evento e algumas estruturas físicas que acabaram por incentivar a publicação de fotos, a marca acabou gerando grande parte das imagens relacionadas às marcas.

Fonte: Instagram

 

As demais marcas que geraram engajamento adotaram estratégias semelhantes, aparecendo em imagens publicadas espontaneamente.

Fonte: Instagram

 

Rock, Fashion and Roll

Não foram apenas marcas que se destacaram nas imagens. O festival parece ter seguido um dress code próprio, onde alguns elementos eram quase que obrigatórios. Óculos - em suas diversas formas,  corretivos ou escuros -, barbas para os homens, camisetas e acessórios estiveram em alta nos outfits dos frequentadores. Usando inteligência artificial foi possível identificar estes elementos nas fotos.

 

Roupas e acessórios mais presentes em fotos no RIR (% de imagens com algum elemento reconhecido)

 

Fonte: Instagram

 

E, entre as camisetas, destaque para as de bandas

Muitas bandas, voluntária ou involuntariamente, viram produtificadas suas marcas. Aquelas que viraram camisetas marcaram presença nas imagens do público.

 

Logos de bandas mais presentes em fotos no RIR (% de imagens com algum elemento reconhecido)

 

Fonte: Instagram

 

O que aprendemos olhando as imagens do festival?

●     Ajude o internauta a te ajudar: selfies e fotos em grupo são como um comprovante de comparecimento. Os internautas querem mostrar a sua rede que estiveram em lugares legais. Criar uma estrutura visualmente interessante e que favoreça o check in e a publicação nestes espaços pode ser um importante aliado de sua marca. Foi a  estratégia adotada pelas marcas que se destacaram com maior share of image nesta edição do festival;

●     Vestindo a camisa: No carnaval de rua de São Paulo, em um estudo com a mesma metodologia, aprendemos um pouco sobre o valor dos brindes com os chapéus distribuídos pela Skol e o glitter dado pela Amstel, que se tornaram hits nas imagens. O mesmo aconteceu com as coroas coloridas distribuídas pelo Burger King na Parada do Orgulho LGBT na capital paulista.
Neste estudo, percebemos que, se existem selfies, existem roupas e acessórios à mostra. Assim como no carnaval, uma excelente oportunidade para brindes que virarão mídia nas imagens dos frequentadores.


 

   Breno Soutto

  Coordenador de Inteligência na E.life

USE GRÁTIS O BUZZMONITOR

Comentários

Deixe um comentário