Trump e Biden somam mais de 20 milhões de menções nas redes no último mês

O levantamento das menções nas redes sociais a Joe Biden e Donald Trump, candidatos à presidência dos EUA, mostra que o engajamento com o assunto começou bem antes do início das votações. Apenas nos últimos 30 dias, de 7 de outubro a 6 de novembro, foram 20.813.938 posts mencionando pelo menos um dos candidatos.

O republicano Donald Trump teve 81,55% das menções (16.974.200 posts), enquanto o democrata Joe Biden teve os 18,45% restantes (3.839.738 posts). Os dados foram coletados com o Buzzmonitor Trends, ferramenta de busca histórica do Buzzmonitor.

 

Como os brasileiros engajaram com o início das eleições?

 

Para compreender o comportamento dos brasileiros nas redes sociais durante as eleições, monitoramos os posts feitos em português ao longo da noite de votações (terça-feira, 3 de novembro) até a manhã seguinte, no início das apurações (quarta-feira, 4 de novembro).

Foram 20.484 publicações em português somando as menções aos termos “Trump” e “Biden” no Facebook, Instagram e Twitter. O levantamento foi feito com a plataforma Buzzmonitor entre 18h de terça-feira e 8h30 de quarta.

A divisão do total de menções por sentimento mostrou uma maioria negativa: 79%, contra 17,2% de posts neutros e apenas 3,9% de posts negativos. Isso sugere que as redes sociais foram mais usadas pelos brasileiros para criticar os candidatos do que para apoiá-los. Essa classificação é feita com uma ferramenta de inteligência artificial que define o sentimento a partir da escolha de palavras de um post.

Ao olharmos para a divisão por sentimento nas menções a cada candidato, vemos que o padrão é semelhante, mas Joe Biden teve uma repercussão mais positiva. Enquanto o democrata teve 4,9% de menções positivas, o republicano teve apenas 2,8%. Já nos negativos, Trump teve um volume maior que Biden: 81,5% contra 76,5%, respectivamente.

Divisão por sentimento – Joe Biden         /       Divisão por sentimento – Donald Trump

Por uma margem pequena, o candidato do partido Democrata foi mais mencionado no período do que o atual presidente dos EUA. Os dois candidatos foram citados aproximadamente 10.200 vezes por brasileiros nas redes sociais.

Total de menções a cada candidato

O gráfico de perfil do usuário reúne as palavras presentes na bio do Twitter dos usuários que mencionaram os candidatos no período. O que chama a atenção é que termos como Brasil, Deus e Conservador são os mais presentes tanto nas menções a Trump, quanto a Biden. Isso sugere que os brasileiros conservadores foram os que mais engajaram com as eleições americanas no Twitter.

Perfil do Consumidor – Menções a Donald Trump

Perfil do Consumidor – Menções a Joe Biden

Os termos mais usados no Twitter foram Trump e Biden, com maior número de menções ao republicano: 8.592 contra 7.809. Entre os estados norte-americanos, a Flórida foi o mais citado pelos usuários, seguido por Texas, Pensilvânia e Wisconsin. 

Nas menções a temas brasileiros envolvendo a eleição, o assunto mais citado foi referente à preservação da Amazônia, com 409 menções.

Total de termos mais usados no Twitter

A divisão por gênero mostrou uma maioria masculina no engajamento com os dois candidatos. Enquanto Joe Biden teve 59,2% das menções feitas por homens e 40,8% por mulheres, Trump teve 57,7% e 42,3%, respectivamente.

Divisão por Gênero – Menções a Joe Biden

Divisão por Gênero – Menções a Donald Trump

As menções aos dois candidatos tiveram um maior volume a partir das 22h de terça-feira, mantendo-se estáveis durante a madrugada e caindo a partir das 7h de quarta. Enquanto o democrata Joe Biden teve seu pico de menções às 23h, no final do período de votação, o atual presidente Donald Trump foi mais mencionado às 3h, durante as primeiras horas da apuração.

Divisão por hora

As hashtags mais utilizadas indicam um maior apoio a Donald Trump no período analisado. Enquanto #Trump2020 soma 349 menções, #Bidenharris2020 teve 218. A hashtag mais usada foi #Elections2020, presente em 1822 publicações.

Hashtags mais utilizadas

Trump e Biden somam mais de 20 milhões de menções nas redes no último mês